Blog

depressao

Depressão está associada ao desequilíbrio intestinal

Postado em 25 de agosto de 2019 por Natália Dourado

Hoje o intestino é considerado o “segundo cérebro,  e um órgão virtual”!

Diferente de qualquer outro órgão do corpo, o intestino não precisa que o cérebro transmita a informação do que ele precisa fazer, ele tem a sua própria autonomia.

O que “governa” o intestino é o chamado sistema nervoso entérico (SNE), basicamente um sistema nervoso autônomo do corpo, responsável por controlar diretamente o sistema digestivo. Esse sistema nervoso se estende pelo tecido que reveste o estômago e o sistema digestivo, e possui seus próprios circuitos neurais, por isso é chamado de segundo cérebro. Também é considerado um órgão virtual porque é composto por diversos microoganismos que povoam o trato gastrointestinal humano e possuem funções diferentes em todo os nossos sistemas.

Embora funcione de forma independente, ele se comunica com o Sistema Nervoso Central (SNC), e é justamente essa comunicação que pode estar comprometida, levando você a ter depressão.

O seu estilo de vida é um dos fatores determinantes para ter um intestino saudável. Quando há um comprometimento intestinal que chamamos de leaky-gut, essa comunicação com o SNC não ocorre como deveria.

A serotonina é um dos principais hormônios quando o assunto é depressão. É o famoso hormônio do bem-estar! 

A serotonina deve ser circulante no cérebro para exercer a sua função, porém ela é 90% fabricada no intestino e levada ao cérebro através de neurotransmissão pelo nervo vago. Mais, para isso ser possível é necessário que haja um percursor, que nesta caso é o triptofano, que você adquire através da alimentação.

Portanto, quando há um comprometimento intestinal e a sua absorção de nutrientes fica comprometida, o triptofano não consegue exercer essa função, assim a serotonina não chega ao cérebro e você sofre as consequências da depressão, e mesmo tomando medicamentos não consegue sair desse quadro, pois com ele você está tratando a consequência do problema e não a causa, que pode sim ser intestinal.

Se este é o seu caso, o primeiro passo que você deve tomar é observar a sua função intestinal

Observe se tem evacuado diariamente, se suas fezes tem o formato e consistência de uma banana madura, se quando evacua as vezes fica no fundo ou submersa no vaso sanitário, a cor também é muito importante…as fezes ideais são aqueles que nem suja o papel higiênico quando nos limpamos.

Caso observe alterações, procure um nutricionista apto em modulação intestinal, para te ajudar. A partir daí será necessário uma avaliação mais precisa, e em muitos casos até mesmo um teste de microbioma intestinal para ver os tipos e quantidades dos microorganismos que habitam o seu intestino, porque nisso também somos individuais, cada pessoa possui um microbioma diferente e original. 

O que não pode é deixar passar, porque se esse for o seu caso, até mesmo o medicamento que está tomando para corrigir a depressão, pode estar prejudicando ainda mais o intestino e por isso ao invés de melhorar, você acaba piorando.

Agende aqui a sua Consulta

Agende sua consulta via Whatsapp


(12) 98214-3984