Blog

Desequilíbrio Intestinal

Postado em 14 de junho de 2019 por Natália Dourado

O desequilíbrio intestinal pode passar despercebido em sua vida, e isso pode ser prejudicial a sua saúde.

Quando você se alimenta, tem a sensação de que comeu um “boi”, fica com a barriga inchada, desconforto abdominal, gases em excesso, etc. Você é um forte candidato a ser um indivíduo com desequilíbrio intestinal!

O seu intestino é habitado por microorganismos benéficos (bons) e patogênicos (ruins), onde a maior parte deles são benéficos. Portanto, quando ocorre o desequilíbrio intestinal, seu intestino passa a ser habitado, em maioria, por microorganismos patogênicos (ruins), caracterizando uma disbiose, que resulta em uma série de complicações a saúde.

As causas mais comuns que levam a esse desequilíbrio, são:

Consumo elevado de alimentos ultraprocessados (alimentos que passaram por técnicas e processamentos com alta quantidade de sal, açúcares, gorduras, realçadores de sabor e texturizantes);

Uso indiscriminado de medicamentos como antibióticos, antiinflamatórios, antiácidos e corticóides;

Intoxicação por agrotóxicos e metais pesados.

Quando o uso dessas substâncias é exagerado, além do comprometido intestinal, também ocorre um processo chamado hiper-permeabilidade intestinal ou Leaky Gut, onde substâncias que não eram para ser absorvidas passam a ser.

Leaky Gut

“Imagine que o seu intestino é uma peneira, onde fica retido as substâncias ruins que vc consome. Quando você passa por essa disfunção intestinal, é como se essa peneira estivesse furada, o que possibilita a entrada de substâncias boas e ruins, gerando um comprometimento significativo à saúde.”

A  junção desses distúrbios, pode acarretar, além do sobrepeso, que é muito comum, desnutrição e até mesmo o surgimento de doenças mais graves, como câncer e depressão.

As intolerâncias e alergias também estão envolvidas nessa disfunção, onde na grande maioria das vezes os indivíduos são submetidos a testes de intolerâncias e alergias e os resultados tendem a dar falso-positivo.

Por exemplo:

É muito comum em meus atendimentos, pacientes relatando diagnóstico de intolerância a lactose, deixando de consumir diversos alimentos como leites, queijos, etc, por acreditarem que realmente tem uma intolerância, e logo percebem que apesar da restrição da lactose ter melhorado os sintomas, agora, estão apresentando os mesmos sintomas com outros tipos de alimentos. 

Portante, se esse é o seu caso, é necessário primeiramente, eliminar os causadores do desequilíbrio intestinal

O mais importante é fugir dos produtos industrializados e do uso contínuo de medicamentos como antibióticos, antiinflamatórios, antiácidos e corticóides. Também vale a pena optar por alimentos orgânicos, porque, com isso, você reduz a ingestão de diversas toxinas.

Depois disso, é necessário reconstruir o seu sistema intestinal. Para isso, acima de tudo, você deve ter uma alimentação equilibrada.

O uso de suplementações específicas para cada caso, como probióticos, prebióticos e glutamina, também são muito bem vindas.

E tem mais…

Sabendo que o intestino é considerado o segundo cérebro, além das estratégias nutricionais, é de extrema importância equilibrar a sua mente.

A meditação por exemplo, é uma ótima alternativa, clique aqui para experimentar.

Agende aqui a sua Consulta

Agende sua consulta via Whatsapp


(12) 98214-3984